A-sucessão-de-liderança-do-escritório-Contábil

A sucessão de liderança do escritório Contábil

A sucessão de liderança do escritório Contábil

Escolher a sucessão de liderança do escritório contábil não é nada fácil, menos ainda quando o sucessor não faz parte da família, pois exige certo treinamento diferenciado para que ocupe o posto com competência.

O sucessor precisa ser escolhido pela atual gestão para liderar a organização, aceitar o desafio e encarar um processo de preparação que levará anos para ser concluído.

Não é comum ver empreendedores começarem a vida profissional em seu próprio escritório de contabilidade. Por isso é importante pontuar que o processo sucessório exige planejamento de longo prazo, de, em média, cinco a sete anos para ser concluído

Sabe-se, no entanto, que o tempo de preparação de um sucessor está diretamente ligado à sua experiência com o negócio. Se a sua intenção é preparar um profissional entre os talentos do seu escritório, é preciso pensar na sucessão muito antes de iniciar todo o processo.

Confiança

Muitos empresários, ao deixarem seu escritório contábil para uma sucessão acabou perdendo uma boa parcela de clientes, devido à “falta de confiança”. Tenha em vista que esse processo de confiança não será fácil, o seu sucessor precisa te acompanhar no escritório contábil por onde você estiver.

Então defina antecipadamente os critérios que serão utilizados para avaliar os potenciais candidatos e só depois disso inicie a jornada de busca, sem queimar nenhuma etapa.

Perfil

Ache o perfil ideal para o candidato à sucessão e detalhe bem as características desse profissional em quatro aspectos fundamentais:

1. Conhecimento técnico,
2. Gestão
3. Empatia com clientes e funcionários
4. Visão de futuro.

O candidato à sucessão deve demonstrar total segurança com todos os procedimentos internos para ter condições de organizar a rotina, apoiar e orientar os funcionários em qualquer etapa e ainda ser capaz de mostrar para a equipe e para o cliente o real valor do contador para as pequenas empresas.

Então, antes de passar o bastão definitivamente, uma dica importante é considerar a cultura empresarial, ou seja, a forma como as pessoas trabalham e conduzem as situações do dia a dia. Cultura empresarial é uma construção e resulta de experiências e aprendizados obtidos ao longo do tempo.

E muito cuidado com equívocos…

Caso você esteja considerando um funcionário seu para o cargo é preciso lembrar que a liderança de uma empresa é muito diferente de uma performance excelente como analista contábil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *