Mulheres No Segmento Contabil Especial Mes Da Mulher Imperdivel Post - Grupo DPG

Mulheres no Segmento Contábil: Especial mês da Mulher [Imperdível]

Mulheres no segmento contábil, como nós, já passaram e ainda passam por cada coisa… Este artigo é uma homenagem a todas nós, que enfrentamos perrengues em várias áreas da vida e, mesmo assim, seguimos firmes dia após dia!

Em meio a muita luta, conquistas e também algumas derrotas, as mulheres no segmento contábil sempre se sobressaem. Pudera! Somos incríveis e poderosas.

Eu poderia começar dizendo “deixamos muito contador no chinelo”, como já vi nas últimas semanas para diversos segmentos.

Sério, mulher?! “deixamos no chinelo”?!

Dizer isso passa a sensação de que você está abaixo da capacidade da profissão e, mesmo assim, mandou muito bem…

Você, empresária, tem a capacidade PLENA de “deixar no chinelo” qualquer um. Você estudou para isso! E se alguém te disser o contrário, mande passar bem.

Mas, é claro que tem situações onde acabamos por engolir a seco (eu já nem tanto, porque falo o que penso mesmo!), e aí nos submetemos a papéis inferiores, só para agradar o ego de muito homem por aí.

Mulheres no segmento contábil: quantas vezes vocês já passaram por isso?

Se tem uma coisa que acontece (e ainda vai acontecer muito) com qualquer mulher, é aquela situação chata onde VOCÊ SABE o que precisa fazer, tem plena ciência da sua capacidade, estudou para estar onde está e, mesmo assim, chega um homem e te diz “olha, na verdade, não é assim que se faz…”.

E a partir daí, começa aquele falatório, onde muitas vezes, temos que ouvir caladas para não perdermos um emprego, não queimarmos o relacionamento com um cliente ou não destruirmos uma parceria.

“Nossa, é mesmo, muito esclarecedor!” – a gente até responde, mas com aquele gosto amargo e a vontade de dizer o que realmente sentimos sobre esse tipo de situação.

Mas, sabe, chega até a ser engraçado ver o indivíduo que vem a nós, falar como se fosse o rei da cocada se sentindo todo especial e importante porque “nos ensinou” a fazer o nosso trabalho.

Às vezes acho que é uma questão ligada a algum problema de fragilidade na masculinidade, necessidade de se autoafirmar ou o que quer que seja. Bom, não sou psicóloga para ficar ponderando sobre isso!

A grande questão é: a gente luta, luta e luta mais um pouco para chegar onde chega, continua lutando para ir além e ainda tem quem olhe e pense que não estamos no nosso lugar. É brincadeira, não é?!

Tem quem diga que é sorte…

Eu, Marta, dona de uma empresa… Quem diria, não é mesmo? Ainda tem quem diga que tive sorte, que as circunstâncias favoreceram meu crescimento, que falar da minha luta é uma questão de ego… Sempre haverá pessoas prontas para diminuir o meu esforço e fazer parecer que foi fichinha, mas só a gente, que tá lá no batente todo dia, desde cedo, sabe a dureza que é.

É fácil para o funcionário chegar na tua mesa e dizer que você não sabe o que está fazendo, que o seu trabalho não é bom e que a sua empresa não vai para frente porque você não é uma boa empresária – agora, sentar aqui desse lado e resolver a parada toda, dar a cara a tapa e no dia seguinte fingir que nada aconteceu é para poucos, para poucos mesmo.

Eu também não digo que estar na posição de executar o trabalho é fácil, eu mesma já estive ali várias vezes, e ainda assim estou sempre envolvida na operação, porque isso faz parte de mim, tenho certeza que o mesmo se aplica a você! Mas, olha… Se ser mulher já é difícil, ser uma empresária, mãe e, em alguns casos, esposa, é muito, mas muuuuuuuito mais complicado.

E mesmo assim, ainda tem homem que quer dar pitaco em como nos sentimos, em como devíamos nos comportar, que lugar na sociedade devemos permanecer, quanto devemos receber, do que podemos falar, o que podemos vestir etc!

Feliz Dia Internacional da Mulher? Faz me rir!

E esses mesmos homens chegam todo dia 8 de março e dizem “feliz dia internacional da mulher”! Ah, homem, vá te catar! Falar uma frasezinha bonita UMA vez por ano é o mínimo que você pode fazer para desejar um bom dia. É algo que nós fazemos todos os dias para agradar os egos dos patrões, amigos, maridos, pais, sócios, clientes e até mesmo filhos.

Quer desejar um dia da mulher realmente espetacular? Repense suas atitudes, faça diferente e condene atos machistas, pare de tentar nos ensinar sobre como devemos nos vestir, sobre como devemos fazer o nosso trabalho e o que podemos ou não fazer das nossas vidas.

Mulheres no segmento contábil ou em qualquer outro ramo de atuação, somos livres. Somos poderosas, somos fortes, somos unidas e absolutamente NINGUÉM pode nos dizer o contrário.

Enfrentamos dias de luta, mas também conquistamos dias de glória!

No último dia 14 de março, participei de um evento mega especial no Fórum da Mulher Contabilista do Paraná, onde me senti muito honrada em estar presente, junto de várias outras mulheres influentes no segmento contábil. Juntas, percebemos o quão fortes são nossas histórias e como nos superamos todos os dias para chegarmos a posições que, há 10 anos atrás, muitos diriam ser impossível.

Nós vencemos, e vamos continuar vencendo! Cada vez mais, mulheres, jovens, adultas, com mais idade e até crianças estão conquistando direitos pelos quais lutamos há muito tempo. E isso é ótimo! É motivo para comemorar!

Viva a mulher, viva a liberdade, viva a nossa força para fazer acontecer! Somos tão especiais quanto qualquer outra pessoa no planeta, e se hoje temos direitos e benefícios, é porque conquistamos tudo isso com muita luta e garra! E vamos continuar fazendo isso, enquanto for preciso.

Mulheres no segmento contábil, uni-vos! Compartilhem este post com os homens da sua empresa, da sua vida, com suas amigas, sócias, filhas, mães, namoradas, esposas e com quem mais quiserem!

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Grupo DPG?

Somos uma Agência de Marketing Contábil – SP, especialistas no seu negócio para ajudá-lo.

Será um prazer conversar!

Acesse nosso Facebook: @GrupoDPG.Digital

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *