Marketing Digital Para Advogados

Marketing digital para advogados – Investir em redes sociais é uma boa ideia?

O Marketing Digital para advogados é uma ferramenta poderosa para divulgação, mas será que funciona nas redes sociais?

Sabe, vejo muitos advogados me perguntando sobre o assunto em questão, e resolvi escrever sobre isso – o Marketing Digital para advogados funciona em redes como o Facebook, por exemplo?

Eu poderia simplesmente dizer que sim ou que não, e o post acabaria aqui. Seria objetivo, mas não faria sentido e você ainda poderia acabar metendo os pés pelas mãos, caro(a) advogado(a).

Dizer que algo funciona ou que não funciona é fácil, o difícil é explicar COMO pode funcionar ou não! E é parte do meu trabalho analisar todos os “e se”, criar medidas para contornar possíveis situações negativas e garantir que os resultados aconteçam, custe o que custar.

Por isso, hoje você saberá mais sobre esse assunto. Vamos discutir, aqui, as possibilidades do Marketing Digital Jurídico nas redes sociais.

Podemos começar?

O poder do Marketing Jurídico

Já falei bastante sobre o Marketing Jurídico e a sua efetividade, principalmente quando utilizado na vertente digital – o Marketing Digital Jurídico.

Esse não é o ponto aqui, a essa altura do campeonato, você provavelmente já sabe o quão poderoso é o Marketing Jurídico, mas se ainda não leu nenhum dos meus posts e essa é a sua primeira visita, confira os links que separei abaixo:

https://grupodpg.com.br/marketing-juridico-confianca/

https://grupodpg.com.br/como-conseguir-clientes-na-advocacia-usando-o-inbound-marketing

Agora, vamos ao assunto que importa: A aplicação do Marketing Digital para Advogados nas Redes Sociais!

Advogados e Redes Sociais – uma combinação improvável, mas muito produtiva!

Bom, Doutor e Doutora, vamos direto ao ponto agora. O Marketing Jurídico é muito funcional, mas quando aplicado da forma certa. A mesma lógica se aplica às redes sociais.

Por exemplo: um advogado pode ter um site e não conseguir captar clientes.

Enquanto isso, uma advogada tem um site e várias pessoas a procuram na Internet, visitam seu site e depois aparecem no seu escritório.

Curioso, não?

Bom, se você ler o post sobre o que um site jurídico pode ou não ter, você entenderá o motivo disso. Mas, eu vou resumir um pouco para que você leia minha recomendação só depois de terminar a leitura atual!

Um site para advogados precisa ser feito para que o seu cliente em potencial navegue nele. Precisa estar atualizado com tecnologia de ponta e as últimas tendências do marketing digital.

Outros elementos, você pode conferir no post abaixo:

Marketing Jurídico Digital – O que o meu site pode e não pode ter? - Grupo DPG

A grande questão em tudo isso é que de nada adianta ter um site ou uma página em uma rede social, se a estratégia não for congruente com o objetivo final. Pode-se ter uma página no Facebook, por exemplo, com informações de contato e textos “quilométricos”. Isso provavelmente irá atrair, no máximo, a atenção de outros advogados. Mas, clientes, mesmo? Dificilmente.

Comunicação é a chave, sempre!

Por isso, sempre bato na mesma tecla: é preciso falar a língua do cliente. É necessário se comunicar com ele com a linguagem que ele utiliza no dia a dia, e não optar por termos rebuscados demais, cheios de termos técnicos que dificultam a sua compreensão. O “jurisdiquês” não deve ser usado entre advogado e cliente, por mais que você, Doutor ou Doutora, queira demonstrar o quão culto e especialista é em determinado assunto.

Não é a sua especialização, apenas, que irá conquistar mais clientes. É também o quão profundamente você é capaz de entender a situação deles e agir a respeito disso.

Portanto, eu te digo: vale a pena, sim, investir em uma rede social com o marketing jurídico, desde que você tenha as pessoas certas cuidando disso por você!

Por que considerar as redes sociais?

É uma questão lógica: você e o seu cliente em potencial precisam estar conectados em todos os canais possíveis, de forma congruente, se quiser realmente aplicar o Marketing Digital para advogados em sua totalidade.

Imagine a seguinte situação: seu visitante entra primeiro pelo Facebook, descobre seu site, se cadastra em seu banco de dados e passa a receber e-mails.

Vou explicar melhor:

Assim, você começa a publicar conteúdo relevante no seu blog (como este que você está lendo agora), seu visitante te encontra no Facebook, acessa seu site, assina a newsletter e recebe e-mails periódicos com o melhor conteúdo disponível!

Agora, o seu visitante está conectado com:

  • Sua Página no Facebook
  • Seu site
  • Seus e-mails periódicos

Já são três canais diferentes!

Inclusive, você pode testar a efetividade dessa estratégia preenchendo o formulário abaixo para se cadastrar e receber mais conteúdos como este por e-mail!

Agora, voltando a falar sobre redes sociais, cuide para sempre postar conteúdo relevante. Saiba que os canais não são o lugar para fazer propaganda do seu negócio, e sim para fornecer informações úteis para o seu público.

Ainda tem dúvidas sobre a efetividade de investir no Marketing para Advogados e em redes sociais?

Nós do Grupo DPG somos uma agência especializada no marketing digital jurídico localizados no coração da Lapa em São Paulo – SP.

Entre em contato comigo e a minha equipe. Tenho certeza que podemos trabalhar muito bem juntos!

Siga-nos no Facebook: @GrupoDPG

Sucesso e até logo, um forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *