OGUIAQUEVAITEDEIXARNOTOPONASPESQUISASDOGOOGLE POST (1)

Google Ranking: O Que É Necessário Para Alcançar O Topo Do Google?

Google Ranking: O Que É Necessário Para Alcançar O Topo Do Google?

Google Ranking: Você Sabe O Que É Preciso Para Aparecer Nas Primeiras Posições E Conseguir Mais Oportunidades De Fechar Contratos Todos Os Dias?

Você é do tipo que usa o Google há tanto tempo que já nem entende mais porque faz isso e como as coisas funcionam para entregar as respostas que procura?

Pois é, por mais que isso pareça estranho, é normal, afinal, o Google já é quase uma extensão de nós mesmos, a gente o usa tão fácil e naturalmente quanto respira — mas isso não acontece por acaso, não precisa se enganar.

Para que você tenha se acostumado tão facilmente com o Google — afinal, antes a gente usava enciclopédias e jornais —, houve todo um processo de desenvolvimento da plataforma, além de, é claro, muito incentivo para que ela fosse o mais humanizada e intuitiva possível.

Mas, você, enquanto empresário contábil, precisa pensar de uma outra forma, tem que avaliar o que acontece por trás da plataforma e como Google Ranking funciona, até porque é atrás de boas posições para o seu site que você está, não é?

Então, a partir de agora, você vai entender de uma vez por todas o que é o Google Ranking e o que é avaliado para que o seu site esteja no topo da plataforma mais usada no mundo.

O que o Google Ranking representa?

Estar com seu nome na maior plataforma de buscas do mundo não é nada menos que ótimo, mas para que isso se torne espetacular, é preciso conquistar um lugar de renome no Google, ou seja, entre as 10 primeiras posições da primeira página.

É claro que se torna inviável estar entre os 10 primeiros do Google Ranking com todas as palavras-chave do seu site, mas é necessário se esforçar o quanto puder — e talvez até mais — para garantir que o máximo possível seja ranqueado.

Sendo assim, estar nessa posição representa que a sua empresa contábil tem seguido com as regras da plataforma, sem o uso de hacks que, no futuro, podem ser identificados pelo algoritmo da plataforma e banir a sua sede digital de uma vez por todas.

Além disso, é claro que ter tanto reconhecimento agrega mais possibilidades de conseguir novos clientes, de ser visto por mais pessoas, de mostrar ao público que, em todas as fases do seu processo, existe excelência…

Enfim, são muitos os motivos para você querer estar no Google Ranking.

Mas, é aí que entra a pergunta mais difícil de responder…

O que o Google avalia para ranquear sites?

Bom, é muito complexo responder a essa pergunta, mas vamos lá!

Em primeiro lugar, você precisa entender que existe uma profundidade muito grande em cada fator de análise e, para cada variação de pesquisa, dependendo da palavra-chave, vai haver uma página que se destaca no Google Ranking.

Mas, de maneira geral, são cerca de 200 fatores de rankeamento que são atualizados com frequência por meio dos algoritmos.

Vou citar os principais deles abaixo, mas, antes, você precisa ter em mente que existem categorias para dividir as avaliações e, assim, indexar seu site ou página no Google Ranking:

  • Elementos de domínio;
  • Elementos da página;
  • Elementos de conteúdo;
  • Elementos do site;
  • Elementos de interação do usuário;
  • Elementos de backlinks;
  • Regras do algoritmo;
  • Sinais de marca;
  • Spam on page;
  • Spam off page;
  • Fatores refutados ou ultrapassados.

Por isso, quando há um problema em qualquer um desses aspectos, é muito provável que a sua subida ao Google Ranking seja muito mais difícil e árdua, afinal de contas, as análises são feitas para gerar a melhor experiência possível ao usuário.

Contudo, assim como eu disse antes, essas são apenas as categorias, e não os fatores de ranqueamento. Dá uma olhadinha em alguns deles:

  • Tempo de domínio;
  • Palavra-chave aparecendo no domínio superior;
  • Palavra-chave no topo da página e, se possível, colocar antes de todas;
  • Duração de registro e domínio;
  • Palavra-chave no subdomínio;
  • Tag de título;
  • Tag de título começando com a palavra-chave;
  • Tag de descrição;
  • Palavra-chave no título (H1);
  • TF-IDF: quantidade de vezes que a palavra-chave aparece num determinado documento;
  • Tamanho do conteúdo: o Google Ranking costuma entender que quanto maior for o texto, maior é a profundidade das informações;
  • Uso de índice em conteúdos muito grandes;
  • Densidade de palavras-chave;
  • LSI: palavras-chave de indexação de acordo com o campo semântico;
  • LSI em títulos e descrições;
  • Profundidade dos tópicos abordados em um artigo;
  • Velocidade de carregamento da página/site;
  • Correspondência de identidade;
  • Conteúdos duplicados não são admitidos — mesmo que sejam brevemente modificados, mas se tem a pretensão de fazer isso, é possível usar a tag canônica para evitar punições;
  • Imagens;
  • Quantidade de publicações;
  • Atualização de publicações;
  • Relevância das atualizações;
  • Histórico de atualizações por página;
  • Ter a palavra-chave contida entre as 100 primeiras palavras;
  • Palavra-chave em subtítulos (H2 / H3);
  • Links externos;
  • Qualidade dos links externos;
  • Gramática e ortografia;
  • Originalidade do conteúdo;
  • Usabilidade em dispositivos móveis (responsividade);
  • Extensão de todo o conteúdo na versão mobile;
  • Inclusão de conteúdo suplementares;
  • Não ocultação de conteúdos nas abas (pena de não indexação);
  • Não usar links externos em excesso;
  • Utilização de multimídia (imagens, vídeos, áudios…);
  • Número de linkagens internas do site;
  • Excesso de links quebrados;
  • Autoridade do domínio;
  • URLs muito longas são penalizadas;
  • Categoria da página;
  • Palavra-chave presente na URL;
  • Citação de referências e fontes;
  • Utilização de bullet points e listas numeradas;
  • Qualidade do sitemap;
  • Qualidade da página de contato;
  • Arquitetura do site;
  • Certificação de segurança SSL;
  • Utilização de “páginas de serviços” e “páginas de privacidade”;
  • Usabilidade do site; e muitos outros.

Como você pôde ver, são, de fato, muitos os fatores que o Google Ranking usa como forma de garantir bom posicionamento ao seu site — e pode reparar que eu não cheguei a falar nem 100.

Por isso, é necessário ter muita atenção, porque um SEO de qualidade faz toda diferença

É mais do que normal você ver agências “especializadas” em SEO oferecendo serviços básicos que, na verdade, não são o suficiente para garantir que tudo esteja em ordem para o Google ranquear o seu site.

O que acontece é que, em geral, as empresas costumam preparar sites e páginas para SEO básico e, assim, deixam a desejar nos resultados, fazendo com que a sua página não tenha acessos e não seja encontrada, o que, consequentemente, diminui a geração de leads orgânicos.

O grande foco aqui é que:

ELES TE FAZEM ACREDITAR QUE SÃO ESPECIALISTAS EM SEO AVANÇADO, QUANDO, NA VERDADE, ESTÃO APENAS TOMANDO TEMPO PARA TE CONVENCER A INVESTIR EM TRÁFEGO PAGO, MESMO SEM OTIMIZAR O SEU SITE PARA DIMINUIR CUSTOS.

Por isso, sempre que você for contratar alguma empresa que faça marketing contábil, procure por metodologias, cases de sucesso e, principalmente, acesse os sites de clientes e veja se eles estão realmente na posição que você tem buscado para sua empresa contábil.

Afinal de contas, seu dinheiro é valioso, assim como o seu tempo, e cair nas garras de uma empresa assim é o mesmo que queimar dinheiro e dormir até às 16h todos os dias.

Por isso…

Especialização e atualização constante são as melhores formas de se destacar no Google Ranking!

Como eu já disse antes, os fatores de análise do Google Ranking mudam constantemente, então, é necessária muita atenção não apenas ao mercado, mas às novas tendências, afinal de contas, muitos fatores não disponibilizados nas listas do Google são levados em consideração, e somente especialistas podem identificar isso com precisão.

Manter seu site no topo é o que fazemos de melhor!

Você já conhece o nome da DPG e sabe que algumas das maiores contabilidades e derivadas desse segmento confiam no nosso trabalho.

Por isso, se você quiser garantir o topo do Google e contar uma equipe extremamente preparada de profissionais com expertise o suficiente para mudar os rumos da sua empresa contábil em pouco tempo, me chama no zap!

Eu posso te ajudar e vou esperar por você!

 

 

 

Marta Giove

CEO – Grupo DPG

Ficou alguma dúvida? Entre em contato conosco

Somos uma Agência de Marketing Digital para Contadores e Advogados em SP. Com certeza, podemos ajudá-lo a transformar o seu negócio!

Vamos elevar sua empresa ao próximo nível?

Estamos esperando por você… até logo.

Acesse nosso Facebook: @GrupoDPG.Digital

Quer Aprender A Conquistar Clientes?

Então, preencha o cadastro abaixo com seu nome e email agora, e vamos enviar o que você precisa saber por email!

Summary
Google Ranking: O Que É Necessário Para Alcançar O Topo Do Google?
Article Name
Google Ranking: O Que É Necessário Para Alcançar O Topo Do Google?
Description
Google Ranking: Você Sabe O Que É Preciso Para Aparecer Nas Primeiras Posições E Conseguir Mais Oportunidades De Fechar Contratos Todos Os Dias?
Author
Publisher Name
DPG
Publisher Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *